quarta-feira, 5 de março de 2014

Como ser bonita, mesmo quando você pensa que não pode


Eu não me achava bonita.

Toda vez que me olhava no espelho, via uma garota magra, completamente inadequada e sem gracinha. Minha família até me elogiava, mas eu só via os meus olhos verdes de bonito em mim. Eu era como a maioria das mulheres… me achava feia.

Por um lado você quer ser bonita, mas por outro, você tem uma opinião negativa sobre si mesma. Algumas mulheres lidam com isso de uma forma mais sutil, investem bastante na carreira e nos estudos, e dizem para si mesmas que a beleza é fútil. “Para que cuidar de algo que não lhe representa?”, pensam elas. Outras até se cuidam, mas vivem se comparando com as outras mulheres e se achando inferior a elas. Eu era uma dessas que se comparava e por isso me achava feia, já que não tinha o nariz arrebitado delas, entre outras coisas.

Até que um dia eu acordei desse pesadelo feminino e me libertei de meus pensamentos negativos. Consegui enxergar uma mulher diferente, única e linda em mim. Não fiz plástica nem mudei o visual para isso. Tudo aconteceu dentro de mim primeiro para depois então eu ter o incentivo que precisava para me cuidar melhor.

Descobri que eu não era a única mulher a passar por isso e vi que isso era uma forma negativa do mal de nos inferiorizar. Enquanto temos pensamentos errados de nós mesmas, nos limitamos, nos escondemos e, consequentemente, não usamos a nossa força interior. E sabe o que acontece? Da maneira que nos vemos no interior, os outros nos veem no exterior.

Não se resolve esse problema investindo no seu exterior. Por mais que todo mundo aí fora diga que a sua autoestima se eleva ao se cuidar, a verdade é que ela se eleva temporariamente, por dentro, você ainda não se resolveu. Como vai se amar assim?

A minha mudança começou no dia em que eu comecei a me amar. Amar meu jeito diferente de ser. Foi assim que uma nova Cris nasceu em mim. Uma Cris que não se importava mais com o que os outros pensavam, que não imitava mais o jeito das pessoas, nem perdia a personalidade só para agradar aos outros. Uma Cris sem medo de ser ela mesma.

Hoje eu tiro selfies e não estou nem aí com aqueles que me criticam por isso. Quero que a mulher tenha o prazer de enxergar sua beleza, assim como hoje eu tenho esse prazer. Toda aquela beleza interior, então, consegue sair para o seu exterior, e você começa a ser uma linda mulher. Você consegue se vestir apropriadamente, ser criativa com os seus looks, e se valorizar em tudo, inclusive no que veste.

Lembre-se sempre disso: se amar é conseguir transparecer seu interior no seu exterior.

Cristiane Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário